// natal

Associação de Fuzileiros

 

Comunicado da Direcção

ASSOCIAÇÃO DE FUZILEIROS

 

Após a realização da reunião da Assembleia-Geral do passado dia 1 de Maio, à Direcção da Associação de Fuzileiros cabe o gosto e a obrigação de informar o seguinte:

1. – A Assembleia-Geral decorreu – após almoço com os camaradas dos grupos originários do Porto, Gaia e Juromenha, futuras delegações da Associação – com alto sentido de correcção e aprumo, apanágio aliás dos Fuzileiros e num ambiente de saudáveis amizade e camaradagem mas com uma clara vertente de responsabilidade, plasmada nas diversas intervenções construtivas dos nossos Sócios;

 

 

2. – Após exposições e esclarecimentos pormenorizados da Direcção, a cargo dos respectivos Presidente, Capitão de Mar-e-Guerra Lhano Preto, Vice-Presidente Dr. Marques Pinto e Tesoureiro Dr. António Augusto foram aprovados por unanimidade e aclamação – o que se considera excepcional na generalidade de quaisquer assembleias-gerais:

 

 

 

2.1. – O Relatório de Actividades e Contas/2009 (incluindo o parecer do Conselho Fiscal, relatado pelo seu Presidente, Capitão de Mar-e-Guerra Cardoso Moniz);

 

 

2.2. – O texto da proposta do novo Estatuto da Associação;

2.3. – O texto da proposta do novo Regulamento Geral Interno;

2.4. – O texto de um voto de louvor ao Vice-Presidente, proposto por vinte e um sócios (tendo como primeiro subscritor o sócio n.º 161, Mário Manso) pelo seu trabalho como relator dos projectos de Estatuto e Regulamento Geral Interno.

 

 

- Após dados por encerrados os trabalhos da Assembleia pelo Presidente da Mesa, Almirante Leiria Pinto e a convite prévio do Presidente da Direcção, os associados tiveram o privilégio de assistir a três palestras:

- Duas sobre a temática da pirataria no Golfo de Adem - importante via marítima que liga o Mar Vermelho ao Mar da Arábia pelo apertado estreito de Bab el-Mandeb, na extensa faixa de costa também conhecida pelo “Corno de África” – a primeira conduzida pelo 1.º Sargento Fuzileiro, Almeida, que integrou o grupo do pelotão de abordagem (PELBORD) do Batalhão de Fuzileiros n.º 1, embarcado na Fragata Côrte-real, NRP que cumpriu a missão de navio chefe na SNMG 1, e a segunda em que foi orador o nosso sócio aderente, Comandante da Marinha Mercante, António Ribeiro Ramos que comandou grandes navios petroleiros no problemático corredor marítimo;

 

 

 

- E a última da autoria do nosso sócio n.º 95, Sargento-Mor Talhadas relatando com impressionante realismo, uma operação do Destacamento de Fuzileiros n.º 12, na Guiné (1970/71) ao tempo da guerra colonial, em que ele próprio participou.

 

 

3. – A Direcção congratula-se com a forma altamente dignificante com decorreu a nossa Assembleia-Geral e sente-se muito recompensada do seu trabalho pela postura, intervenção responsável e demonstração de gratidão dos nossos sócios, aqui declarando que, neste ambiente de camaradagem e compreensão é um privilégio integrar os Órgãos Sociais da Associação de Fuzileiros cada vez mais se vivendo a nossa máxima.

“Fuzileiro uma vez fuzileiro para sempre”

A Direcção

 

Voltar