Associação de Fuzileiros

 

Eventos

ASSOCIAÇÃO DE FUZILEIROS

Encontro de Fuzileiros

Fátima 2012

 

 

Por iniciativa das nossas Delegações e com o apoio da Direcção Nacional da AFZ realizou-se, no Domingo 29 de Abril de 2012, uma “Peregrinação” ao Santuário de Nª Sª de Fátima a que se chamou “Encontro de Fuzileiros” que teve a participação das  Delegações da Associação de Fuzileiros: do Algarve, Gaia e Juromenha/Elvas, assim como da Associação Nacional de Fuzileiros.

O Capelão Licínio dos Fuzileiros  procedeu ao cerimonial da Benção dos Guiões da Associação Nacional e das Delegações.

Cerca do meio-dia, no ponto de encontro, na Catedral Nova de Fátima (Igreja da Santíssima Trindade), juntaram-se e por momentos confraternizaram os “peregrinos” desta Família dispersa de Fuzileiros e seus Familiares, que marcharam a “Par”.

Seguiu-se a Missa na Catedral, oficiada pelo Rev. Pe. Pinheiro, Capelão do Santuário de Fátima e pelo Rev. Pe. Licínio Capelão dos Fuzileiros.

Às doze e trinta minutos dava-se início à Missa, com a entrada dos quatro Guiões à frente, seguidos pelos Oficiantes. Os Porta Guiões marchavam com a dignidade que o local exigia. Foi um momento emocionante. A assembleia, constituída por fuzileiros e outros “peregrinos” olhava curiosa a entrada triunfante no templo de “Tal Gente”.

Na introdução, no início da Missa, o Pe. Pinheiro fez uma saudação especial às Delegações de Fuzileiros, Associação Nacional de Fuzileiros e à nossa Marinha. Fez questão de salientar a solidariedade fraterna para com esta estas Instituições cuja comunidade religiosa o nosso Capelão Licínio representa. Referiu a feliz coincidência de neste dia e, porventura, à mesma hora, ter lugar outra cerimónia importante comemorativa dos cinquenta e um anos de casados dos Pais do Capelão Lícino pelo que este terá de ir para lá logo no final da Missa.

O nosso Capelão tem muitas famílias, sendo que uma delas é, seguramente, a dos Fuzos estando sempre dividido entre o “MAR E A TERRA”. Para ele o nosso reconhecimento com um abraço de muita amizade.

E chegou o momento alto desta cerimónia. O Pe. Pinheiro convidou o Capelão Licínio a abençoar os  Guiões dos Fuzileiros, momento solene e emotivo. Terminada a Missa, os nossos Guiões marcharam a “Par” pela nave central até à saída do Templo. Toda a assembleia se voltou lateralmente para melhor observar com respeito a dignidade que os Fuzos imprimem aos seus actos.

      Terminada a cerimónia religiosa, passámos de imediato a uma outra de cariz mais profano. Os Fuzileiros e seus familiares juntaram-se num parque de merendas, colocando à disposição de todo e de cada um, as suas iguarias gastronómicas variadas e convidaram todos a servirem-se, mesmo quem não levou farnel, como é apanágio dos fuzileiros. Pena foi que S. Pedro nos “castigasse”, naquela hora, com uma chuva arreliadora, mas ninguém arredou pé. O vinho ficou com menos graduação, mas não nos retirou a alegria e a boa disposição de estarmos “juntos”. Uma palavra de agradecimento às esposas dos Fuzileiros presentes, que tiveram de estar horas ao fogão para nos proporcionar este alegre e fraterno convívio.

Um abraço de amizade para os presidentes das Delegações e para os dirigentes da Associação Nacional, em especial para o Vice-Presidente da Direção Nacional, Comandante Cardoso Moniz, pela fidalguia no trato, pela a alegria da sua presença e pelo seu humilde exemplo de dizer “pronto“, sempre.

Para terminar este pequeno relato de um dia diferente na vida dos Fuzileiros da diáspora, sem querer ser pretensioso, direi: MISSÃO CUMPRIDA e FUZILEIROS UMA VEZ FUZILEIROS PARA SEMPRE.

 

“Fuzileiro uma vez fuzileiro para sempre”

Leonel Rodrigues

 

 

 

 

 

Eventos Anteriores

Dia do Combatente 2012

Coral “Alma de Coimbra”